O inumano

Andei lendo filosofia. Me sugeriram, eu aceitei "o desafio".

Uma coisa é certa: esses caras me provocam. Me tiram do eixo. Eu fico refletindo porque algumas pessoas veneram autores que eu simplesmente acho prolixos. Quando se quer fazer liteturatura... tudo é permitido. Você pode ser prolixo, pode dizer nada com nada, especialmente se a sua intenção é a poesia. Afinal poeta nenhum quer revelar-se de fato. Se quisesse poria um anúnico publicitário no jornal ao invés de publicar um poema. Mas quando você pretende fazer ciência, pois entendo filosofia como ciência, seja claro. Não se perca em frases evasivas. Se voê é brilhante, mostre isso de modo que qualquer um possa perceber. A sensação que eu tenho quando leio um chamado "livro díficil" é que estou dentro da fábula "a roupa nova do rei". Ninguém entende nada, mas também ninguém quer se passar burro!

2 comentários:

  1. :D gOSteII!!!!
    mE mataaa de orgulho!!!!

    ResponderExcluir
  2. Larissa, você nunca ouviu falar do ditado "Prolixo? Pro lixo!"?
    Eu também quando começo a ler um livro e ele mais me aborrece do que ajuda, eu abandono de vez.
    Acho que muitos autores fizeram sucesso porque, na época em que foram lançados, não havia ninguém melhor do que eles ou tinham costas quentes mesmo.
    Alguns sites que eu recomendo:
    http://amansim.blogspot.com/
    http://comendolivros.blogspot.com/
    http://www.renatocinema.blogspot.com/
    http://filosofossuicidas.blogspot.com/
    http://cafequenteesherlock.blogspot.com/
    http://anaceciliaromeu.blogspot.com
    http://www.ebooksgratis.com.br/
    http://www.ceticismo.net
    http://barbaranonato.wordpress.com/
    Apareça lá no blog e não tenha medo de dar sua opinião.
    Leia os últimos textos do Rafael e do Fábio Ochôa, que acho que irás gostar.
    Até a próxima.

    ResponderExcluir