De mito à sombra

Quando conhecemos melhor nossos mitos, eles perdem o aspecto heróico e tornam-se mais humanos. Assim foi com meus pais, personagens históricos, escritores, arquitetos e professores. Não que tenha perdido a admiração por eles. Ao contrário, por vezes me fez muito bem saber que eles também erram, sentem-se inseguros, vivem uma vida "normal".

Mas adicionar no facebook... ah, isso as vezes é muito decepcionante! Talvez porque me coloque em contato com as minhas sombras, aquelas que por vezes tento renegar: egoísmo, intolerância, preconceito, racismo, narcisismo, vaidade e tantas mais.

Ainda bem que o Drummond não tem facebook. Ainda bem!

9 comentários:

  1. Temos cá nossos fantasmas virtuais reprimidos e tão expostos ao mesmo tempo.

    ResponderExcluir
  2. É complicado quando imortalizamos um ser mortal e decepcionante quando descobrimos o quão humano ele pode ser... Você segue de volta?
    http://pepperbubblegum.blogspot.com.br/2012/11/soma-ou-some.html#comment-form

    ResponderExcluir
  3. "De boa aqui no cinema vendo Crepúsculo" - Possível status de Drummond no facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahsiuhaiuhsai imagina que tristeza ler isso vindo do drummond!

      Excluir
    2. KKKK insulta mas não ofende poxa!

      Excluir
  4. Tudo as gente faz as coisa. Eu nem pá, já sempre.

    ResponderExcluir
  5. Ainda bem que o Drummond não tem facebook. Ainda bem mesmo... Poderia ser decepcionante eheheheheh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois eh, algumas pessoas prefiro mantê-las como mitos. Outro exemplo é o Chico Buarque. Evitaria qlqr contato mais próximo pra preservar o mito q ele é para mim. Descobri que o Chico ronca? Tristeza na certa.

      Excluir