A tristeza é senhora

Ontem explorando o Brainstorm9 descobri um projeto que achei fantástico, o do curta-metragem Thomas Tristonho. Trabalho que dá orgulho de ver. Percebe-se o carinho com que foi concebido. Além do mais, há no site três mini-documentários com o tema Tristeza para você. São três artistas, falam do seu trabalho, de quão gratificante é trabalhar com aquilo que realmente gostam. Ambos possuem trabalhos muito bonitos, e o primeiro é a figura mais excêntrica. Todos os três me comoveram!

Achei interessante como o tema foi abordado, me parece uma abordagem otimista da tristeza por mais contraditório isso pareça.

Hoje viajei ouvindo Caetano e Gil cantando sobre a tristeza e o samba. Vozes lindas, letra delicada e envolvente.

"A tristeza é senhora
Desde que o samba é assim
A lágrima clara sobre a pele escura
A noite e a chuva que cai lá fora
Solidão apavora
Tudo demorando em ser tão ruim
Mas alguma coisa acontece
No quando agora em mim
Cantando eu mando a tristeza embora

O samba ainda vai nascer
O samba ainda não chegou
O samba não vai morrer
Veja o dia ainda não raiou
O samba é o pai do prazer
O samba é o filho da dor
O grande poder transformador"*

Lembrar da tristeza não é tão mal, quando encontramos modos de transforma-la em arte, em expressão de vida!

Um comentário:

  1. Meu desodorante tá deixando meu sovaco assado, e isso tá me deixando mto triste. Não vou mais poder usar meu desodorante cheiroso.

    ResponderExcluir