Steve Jobs

Já me assegurei, acontece com um monte de gente, ficar assim com a cabeça em outro lugar, imaginando fatos e diálogos. Aliás, é a esse ato que os escritores e letristas chamam trabalho. Diferem de nós outros, apenas pelo dom (ou o hábito) da escrita.

Pois estava ali na "cozinha"* lavando os pratos e viajando no meu mundo. Eis quando chega o momento do Steve entrar em cena. Puta merda! Ele morreu! Agora não pode mais atuar nos meus filmes mentais... perdi um personagem tão importante.

Só agora, dei-me conta. Aí... como sou devagar.

*A minha cozinha é o meu banheiro. Dá pra entender? Mas é assim mesmo.

6 comentários:

  1. LINDA! os personagens tão aí no mundo. e nessa sua kbecinha que começa com um um pedaço do fio do novelinho de lã e mó dá vontade de ir atrás e chegar no infinito. ;*

    ResponderExcluir
  2. Uma galera faz um monte de coisas q todo mundo faz mas não sabia por conta do individualismo da sociedade moderna.

    O Bacefook permitiu a mta gente redescobrir q quase todo mundo dobra as cobertas pra baixo dos pés by levantando as pernas até a ponta cair por debaixo, ou q as gentes em geral buscam o lado frio do travesseiro pra aliviar o overheat.

    No mundo antigo, onde as quinze crianças de uma família mediana dormiam todas empilhadas na mesma cama, nada disso seria novidade.

    ResponderExcluir
  3. Muito boas suas considerações Paulão! É isso mesmo... e esse individualismo faz com que nos sintamos solitários, ou esquisitos. Quando na verdade muita gente tem hábitos parecidos com os nossos.

    E é como eu já falei, o lance do blog é justo um esforço pra me expor e dizer: olha eu também faço o que vocês fazem e as vezes se envergonham de falar. Vamos conversar sobre nossas dificuldades.

    As pessoas ainda tem vergonha de falar sobre muita coisa. Mas é isso, aos poucos vamos nos redescobrindo!

    Valeu!

    ResponderExcluir
  4. Se vc partir da base, tudos semos inguais q. Respiramos, comemos e cagamos. O q surge a partir dessas premissas básicas são apenas intercâmbios entre situações específicas, como Voltaire mto bem sintetizou com sua frase "Nunca ouvi falar de um crime cometido por um ser humano q eu mesmo não me julgasse capaz de cometer". Claro, num mundo q não se dá ao trabalho sequer de entender a importância da filosofia, esperar q se entendam as implicações de uma frase pinçada de um único filósofo seria esperar demais. Mas q é fácil perceber como, a partir daí, todo segredo sobre tais comportamentos básicos é orgulho, vaidade ou ignorância, isso é.

    ResponderExcluir
  5. Acho que tem muito de vaidade, orgulho e ignorância. Mas sou otimista... acho que se as pessoas despertarem e saírem da ignorância, as coisas podem melhorar. O ser humano é escroto, mas eu gosto dele xP

    ResponderExcluir