Eu vou pro mundo da lua


Que é feito um motel
Aonde os deuses e deusas
Se abraçam e beijam no céu..."


Tava disposta a essa viagem, quando me perguntei: bicho, cadê o Gabriel Pensador?! Já que Raul morreu e nos deixou órfãos, acho que o Gabriel fez nos anos 90 um papel bem importante. Mesclou os ritmos brasileiros com letras afiadas, críticas bem colocadas. Fui dar uma pesquisada para saber do moço, descobri que ele escreveu um livro: Diário Noturno e que tem um blog pessoal. O blog tem um estilo que
não se afasta muito do meu aqui e me fez cair na real que apesar do estrelato, ele também é humano. Acho gostoso descobrir blogs de pessoas que parecem inacessíveis  e no fim ver que tá todo mundo meio como "cego em tiroteio". Ele me pareceu realmente mais recatado, porém não fiz uma investigação muito grande.

Pouco tempo futucando no site oficial dele, dei uma lida numa reportagem velha escaneada, que depois de elogiar a capacidade do artista em interagir com o público caiu na polêmica da "loira burra". Prestando atenção nas letras do rapper, encontrei até crítica ao uso abusivo do álcool. Chamaria de didático. Mas ele foi enormemente criticado com seu rap sobre a loira, por ter agredido a imagem das mulheres, sido racista, seja lá o que foi. Eu era criança e loira, não me senti ofendida na época e nem entendia muito bem o motivo da polêmica. Se fosse hoje, daria o pitaco de que se aproveitaram do "deslize semântico" para calar a boca de um compositor inteligente, portanto perigoso. Afinal se na sua música ele fez crítica a superficialidade de algumas mulheres, não é nada tão ofensivo quanto a "coisificação" da mulher que inunda os carnavais desse Brasil ou quanto as propagandas de cerveja e as mulheres-frutas...

No mais, em tempos de facebook inflado com reclamações e discussões pífias, to com ele quando canta:

"É tanto progresso
Que eu pareço criança
Essa vida de internauta
Me cansa
Astronauta cê volta
E deixa dar uma volta na nave
Passa achave
Que eu tô de mudança
Seja bem-vindo, faça o favor
E toma conta do meu computador
Porque eu tô de mala pronta
Tô de partida
E a passagem é só de ida
Tô preparado prá decolagem
Vou seguir viagem
Vou me desconectar
Porque eu já tô de saco cheio
E não quero receber
Nenhum e-mail
Com notícia dessa merda
De lugar...
Eu vou pro mundo da lua
Que é feito um motel
Aonde os deuses e deusas
Se abraçam e beijam no céu..."

Para ouvir, clica aqui!

4 comentários:

  1. Não gosto desse cabôco. Podem até dizer q ele trata de temas relevantes e tudo mais,mas o q fode pra mim pe a forma q ele faz, totalmente superficial e musicalmente chulé. Tenho certeza q ele tá ocupando espaço de gente mais talentosa e com mais a dizer, apenas pq, ao contrário de vc, tenho pra mim q a mídia o vê como inofensivo, e as polêmicas com suas letras são fabricadas, justamente pra dar visibilidade pra ele e esconder aqueles com idéias perigosas de verdade.

    ResponderExcluir
  2. É talvez, talvez... quem vc me indica, vivo que faça boas críticas musicais? O estilo dele não é o da "melhor estética" mas creio que tem um bom alcance. Eu curto escutar xP

    ResponderExcluir
  3. Autor vc quer dizer? Não oiço mta música, qto mais de gente nova. Deve ter coisa boa por aí, mas daí vc vai ter q perguntar pro povo ligado em novidades.

    ResponderExcluir
  4. era de música... mas tá beleza então!

    ResponderExcluir