O taxista e o patrimônio cultural

Alugo no carnaval, esse ano já tá alugado, 14 mil reais de sexta à quarta. Parecem pequena mas são grandes, de quarteirão, tem de 4 a 5 quartos. A parede é da largura desse carro. Patrimônio histórico. Só é caro pra manter, é salgado mesmo. Sorte que eu tenho um cunhado mestre-de-obra. Morando nessa cidade a gente também acaba absorvendo a tradição, pega o estilo de viver da cultura. No fim da tarde eu vou jogar capoeira, de noite vou para academia. Eu já fiz apresentação também... Vivia dentro do navio fazendo apresentação de capoeira. Enjoa que é danado! Sorte que o resto do grupo não passava mal. Eu não queria nem me apresentar... às vezes ficava internado. Mas eu parei, tinha que viajar demais. Também eu tenho uma filha de 11 anos. Eu quero batizar ela na capoeira.

2 comentários: