História (inventada) de taxista

A gente pega cada passageiro, que daria um livro só de história de passageiro. Outro dia entrou uma mulher tão eufórica no carro que fiquei com medo dela me dar um beijo ou sei lá. Ficou falando que passou uns 2 anos que a vida dela era só dissertação dissertação dissertação. Que agora tudo isso tava bem perto de acabar, que ia viajar para o Rio de Janeiro defender a tal dissertação sobre Teresina. Eu não entendi foi o que ela tava fazendo no Recife. Mas nem consegui perguntar nada. Ela ficou lá falando e eu só escutando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário