99 days off

Eu já havia dado um tempo no Facebook, quando um amigo me sugeriu participar do 99 days off.

99 days off foi um projeto que surgiu da polêmica em torno de pesquisas que o Facebook estaria fazendo sobre o comportamento dos usuários. O projeto nos convida a abandonar o Facebook por um pouco mais de 3 meses. Ao longo desse período os participantes respondem questionários que investigam o que muda na rotina dessas pessoas. Além disso são feitas perguntas sobre sentimentos associados aí uso ou a abstinência da rede social.

Como me senti nesse período?
O Facebook é pra mim um espaço de fuga. Um vício, semelhante aí álcool, cafeína ou fast food. Então geralmente visito a rede com mais frequência nos dias que estou mais ansiosa. A grande questão é que com esse hábito, a minha ansiedade ao invés de diminuir aumenta. Provavelmente, porque ao invés de resolver meus problemas estou me distraindo.

No fim das contas, os três meses passaram mais rápido do que eu esperava. E como com todo vício, o mais difícil foram os primeiros dias. Agora que voltei, já desperdicei horas  preciosas.

Muitas vezes a gente resume a nossa navegação na internet ao Facebook, mas existe internet fora do FB. Existem também outros meios de se comunicar com os amigos. E nem tudo precisa ser compartilhado, no exato momento que se pensa ou se vive. Uma certa vagarosidade me faz bem.

De todo jeito senti falta das pessoas queridas que só tenho notícia por aqui. Estou de volta por um tempo, mas deixo o convite pra quem quiser fazer essa experiência, vale a pena.

2 comentários:

  1. Curioso. Ao ver esse teu post no Facebook agora já ia mandando um like por impulso (e deixar pra ler de fato o conteúdo depois, como muitas vezes faço). Uma bolhinha de reflexão estourou no momento e resolvi vir aqui ler antes de qualquer outra ação no Face ...

    Fato! Quantas foram (são) as vezes que fecho o Face e desligo o computador ... e imediatamente me deito e entro novamente no celular? Talvez a justificativa venha da ilusão de estarmos próximos dos amigos ... ou de estarmos "bem informados" de tudo que acontece com eles e "no mundo". Estranho mesmo é perceber que muitas coisas acabam existindo só ali dentro (até convite de casamento já vi) ... parece que todos os outros meios de comunicação deixam de existir.

    Nesse exato momento uma outra bolhinha de reflexão acaba de estourar: Há quantos anos não escrevo um comentário no blog de alguém? =O ... Ainda que também virtual (mas dessa vez sem likes, nem shares, nem comments de facebook) ... fica aqui meu comentário.

    Ótima reflexão Tolls.

    ResponderExcluir
  2. Sobre os meios de comunicação, durante o tempo que estive fora do fb recebi emails se amigos como nunca mais havia acontecido e até uma ligação.
    Obrigada pelo comentário!

    ResponderExcluir